A RAÇA ANGUS

A raça Angus originou-se na Escócia e foi trazida para o Brasil a partir de Bagé, região considerada como um importante centro de criação da raça no paí­s. A partir de 1920 a raça já apresentava domínio nos campos do Rio Grande do Sul, muito em virtude da adaptabilidade que o animal trouxe aos pampas. Apesar da origem européia, a raça vem apresentando excepcionais resultados em rebanhos meio sangue e ¾ em clima tropical, devido aos avanços de linhagens genéticas que oferecem animais de alta resistência e adaptabilidade.

 

A raça apresenta vantagens para quem trabalha com a agropecuária, que vão desde os ganhos de rentabilidade com a produção da carne certificada até os ganhos no próprio campo. São animais considerados dóceis e precoces, com excelente ganho de peso em diferentes condições de clima e relevo.

 

Os fatores que explicam o avanço da raça no rebanho brasileiro são a sua Habilidade Materna, Fertilidade e Longevidade, Precocidade, Rusticidade e Qualidade de Carne.

As qualidades apresentadas dentro e fora da porteira fazem com que a raça Angus tenha uma das maiores taxas de oportunidade na pecuária nacional. A excelente liquidez dos rebanhos, a precocidade produtiva e o rápido ganho de peso aumentam os resultados devido ao abate precoce e à redução das despesas com a alimentação. 

Fonte: Associação Brasileira de Criadores de Angus

 

ff